fbpx
AtiVet Redondo Contorno Azul 150x150

Shiba é o Cão de Companhia Mais Popular do Japão

Trazido do Japão para o ocidente há 60 anos, o Shiba está crescendo em popularidade e já é a raça mais popular em sua terra natal. Suas manchas brancas combinadas com sua coloração (vermelho, gergelim vermelho ou preto e castanho) e sua expressão alerta e passos suaves os tornam quase como uma raposa. Eles são cães fortes e musculosos e com uma personalidade ousada e confiante.

Cuidados

Nutrição do Shiba

O Shiba Inu deve se dar bem com uma alimentação de alta qualidade, seja ela fabricada comercialmente ou preparada em casa com a supervisão e aprovação de seu Veterinário. Qualquer dieta deve ser apropriada para a idade do cão (filhote, adulto ou idoso). Alguns Shibas são exigentes e outros comem qualquer coisa à vista. Alguns cães têm tendência a ficar acima do peso, portanto observe o consumo de calorias e o nível de peso do seu cão. Você deve ser capaz de sentir as costelas e a espinha dorsal do cão, mas não vê-las. As guloseimas podem ser uma ajuda importante no treinamento, mas dar em excesso pode causar obesidade. Aprenda sobre quais alimentos humanos são seguros para cães, e quais não são. Verifique com seu Veterinário se você tem alguma dúvida sobre o peso ou a dieta de seu cão. Água limpa e fresca deve estar disponível o tempo todo.

Asseio do Shiba

Shibas perdem muito pelo. Diz-se que perdem duas vezes por ano, mas alguns proprietários brincam que nunca acaba. O pelo não emaranha, mas escovar ou pentear durante os períodos de queda de pelo pesada reduzirá a quantidade de pelos em volta da casa. Soprar o cachorro com um secador forte é uma boa maneira de remover pelos soltos e sujeira e verificar se há pulgas. A maioria dos cães aprende a gostar do soprador, pois é gostoso e não raspa a pele nem puxa o pelo. Não deixe ficar muito quente, no entanto. Shibas frequentemente se opõem ao corte das unhas, então comece cedo, ainda com o cão filhote.

Exercício

A maioria dos Shibas é bastante enérgica e adora passear. Eles não são tão hiperativos a ponto de ‘escalar paredes’ se não fizerem exercícios diários, mas o dono de um Shiba deve se dedicar a exercitar o cão, especialmente se o cão não tiver um quintal adequado. Em geral, os Shibas não são extremamente destrutivos se deixados sozinhos quando atingem a maturidade, mas alguns podem sofrer ansiedade de separação e devem ser capazes de passar períodos de tempo enjaulados, mesmo quando os donos estão em casa e à noite.

Treinamento

A única coisa que todo proprietário de Shiba deve saber é que ele nunca pode ser considerado ‘confiável’, a menos que esteja em uma área confinada. Nenhum treinamento de obediência mudará isso. Deixar um Shiba fora da coleira – ou qualquer cachorro, aliás – é jogar roleta russa com sua vida. Uma porta aberta, um portão destrancado, um momento de desatenção e o Shiba podem ter ido embora para sempre. Do lado positivo, um Shiba praticamente nasceu domesticado. Com 4 semanas de idade, o filhote está tentando se afastar o máximo possível de sua área de dormir para evacuar. O controle da bexiga demora um pouco mais e depende muito do acesso imediato ao ar livre e do empenho do dono.

Saúde do Shiba

O problema de saúde mais comum em Shibas e na maioria das raças, assim como em humanos, são as alergias. Em cães, as alergias se manifestam como irritação da pele e coceira. Não há como testar reprodutores, mas cães com alergia ativa não devem ser procriados. A menos que a fonte do alérgeno possa ser identificada, a maioria dos cães com alergia pode levar uma vida normal com produtos que tratam os sintomas – novamente, assim como os humanos. As alergias geralmente não se manifestam até que o cão tenha pelo menos 6 meses de idade. Criadores responsáveis ​​avaliam seu plantel quanto a condições de saúde, como displasia do quadril, distúrbios oculares e luxação da patela.

Testes de saúde recomendados do National Breed Club (EUA)

Avaliação do quadril

Avaliação da patela

Avaliação oftalmologista

História do Shiba

O primeiro Shiba documentado a entrar nos Estados Unidos foi importado por uma família de militares em 1954. Mas o Shiba é uma raça antiga, existindo desde 300 aC. A raça tem esse nome devido à sua história como caçador nas montanhas escarpadas do Japão; “Shiba” significa “mato” (referindo-se tanto ao arbusto nas montanhas quanto à cor avermelhada do cachorro) em japonês, e “Inu” significa “cachorro”. No final da Segunda Guerra Mundial, os Shibas estavam quase extintos, mas sobreviveram às privações do Japão durante a guerra e são hoje o animal de companhia número um do país. 

Aparência Geral

O Shiba é a menor das raças de cães nativos japoneses e foi originalmente desenvolvido para a caça visual e olfativa na densa vegetação rasteira das áreas montanhosas do Japão. Alerta, ágil e com sentidos aguçados, é também um excelente cão de guarda e companheiro. Seu corpo é compacto com músculos bem desenvolvidos. Os machos e as fêmeas são distintamente diferentes na aparência: os machos são masculinos sem grosseria, as fêmeas são femininas mas sem fraqueza estrutural.

Fonte:

Editores da American Kennel Club. Shiba Inu. Website da American Kennel Club. Disponível em: <https://www.akc.org/dog-breeds/shiba-inu/> Acesso em: 01 Abril 2021.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.