fbpx
AtiVet Redondo Contorno Azul 150x150

10 problemas comportamentais em gado bovino

Problemas comportamentais em gado bovino podem estar atrelados a várias causas diferentes, desde ciclo reprodutivo até doenças, por exemplo.

Abaixo citamos dez problemas comportamentais comuns em um rebanho bovino.

1. Ciclo silencioso

O ciclo silencioso ocorre com mais frequência em novilhas durante o primeiro ciclo. Os sinais físicos de estro, como por exemplo corrimento vaginal, relaxamento vulvar e sinais comportamentais estão ausentes. Os métodos de detecção de estro podem ajudar a identificar vacas no cio.

2. Ninfomania

O aumento do comportamento sexual ocorre principalmente em vacas leiteiras de alta produção com 4 a 6 anos de idade e que tiveram 1 a 3 bezerros. Essas vacas geralmente montam outras vacas excessivamente, agem como touros e têm uma diminuição significativa na produção de leite. Na maioria dos casos, a ninfomania está associada a cistos foliculares, e o tratamento com hormônio luteinizante ou gonadotrofina coriônica é útil.

3. Masturbação

A masturbação em touros normalmente não afeta a fertilidade. O touro terá uma ereção parcial, arqueará as costas e fará movimentos pélvicos. Como isso não leva ao aumento da agressão ou redução da fertilidade, não é necessário tratamento. Aumentos no exercício e na estimulação podem reduzir a frequência.

4. Libido pobre

Muitas doenças de touros podem levar à falta de libido, então o primeiro passo na resolução da impotência é excluir a presença de possíveis doenças. Caso presentes, devem ser tratadas. 

Touros com baixa libido podem se recusar a montar, evitar vacas estrais e ser incapazes de desenvolver uma ereção. As causas comportamentais da impotência incluem inexperiência em touros jovens que tentam criar uma vaca agressiva, touros que são usados ​​com muita frequência para a coleta de sêmen e o estresse de um novo ambiente. Permitir que o touro assista a outros touros montando pode aumentar a excitação. Recompensas alimentares, como melaço, por exemplo, também podem ajudar. 

5. Touros sendo montados

Novilhos podem ser montados por terceiros. Esse problema é observado em aproximadamente 3% dos novilhos em confinamento e parece relacionado a fatores hormonais e de aglomeração. Em grupos grandes e superlotados de novilhos, o número de touros é maior. Esse problema também pode estar relacionado à dominância, então os bois mais dominantes e agressivos montam outros. Animais nesta condição podem não conseguir ganhar peso adequado devido ao estresse psicológico e ao aumento da atividade. 

6. Agressão

A agressão no gado geralmente é resultado de medo, aprendizado e estado hormonal. Agressão entre vacas é pior do que entre touros. O gado com chifres golpeia um oponente ao lado, enquanto o gado mocho usará a cabeça como aríete. Duas vacas podem lutar por um longo período com períodos de descanso no meio. Cada vaca descansa enquanto empurra o focinho entre o úbere e o quarto traseiro da outra vaca para imobilizá-la. A agressão às pessoas geralmente inclui coice e esmagamento. Animais agressivos e perigosos devem ser abatidos.

7. Agressão em touros

Os touros são notórios por sua agressão imprevisível. Alguns touros podem montar outros, e estes podem responder com agressão. Tais lutas podem terminar com ferimentos graves e até morte, principalmente se os touros estiverem com chifres. Os touros leiteiros são geralmente mais agressivos (e também maiores e mais pesados) do que os touros de corte. O touro pode pisar e cavar no chão, e touros com chifres podem se ajoelhar nas pernas da frente e cavar usando seus chifres. Os touros agressivos devem ser separados dos outros e, talvez, abatidos se forem perigosos para as pessoas.

8. Coicear

O coice é principalmente um problema no gado de corte e é mais comum em novilhas. Os bovinos de corte não são criados seletivamente para a doçura e são tratados minimamente. Esses animais podem ser perigosos quando colocados em troncos ou gaiolas para exame e podem causar ferimentos graves. Esses animais devem ser manuseados com cuidado. Recompensas alimentares podem ser oferecidas por comportamentos calmos.

9. Amamentação não nutricional

A amamentação não nutricional é um problema comum em bezerros. O bezerro mama em outros bezerros ou em qualquer apêndice da vaca. Isso pode levar a irritação da pele e até hérnias umbilicais, caso o bezerro mame na cicatriz umbilical de outro bezerro. A má nutrição pode influenciar o desenvolvimento desse comportamento, então o aumento do volumoso pode minimizar o problema. Encerrar o aleitamento ou isolar os bezerros em aleitamento não resolve o problema, pois o bezerro continuará a mamar em baldes ou a se auto-mamar. O fornecimento de tetinas secas ao lado da área de alimentação pode ajudar a reduzir a incidência desse comportamento. 

10. Promoção cruzada

Em alguns casos, é necessário promover a criação de um bezerro. As vacas leiteiras têm maior probabilidade de recusar um bezerro novo ou desconhecido do que as vacas de corte. A ligação entre a vaca e o bezerro é baseada no fluido fetal e em sinais visuais, então cobrir o novo bezerro com panos umedecidos com líquido amniótico ou vendar a vaca pode ajudar. Incentivar a vaca com recompensas alimentares também pode ajudar.

Referência:

LANDSBERG, Gary M; DENEMBERG, Sagi. Behaviorial problems of cattle. Merck Veterinary Manual: Maio de 2014. Disponível em: <https://www.merckvetmanual.com/behavior/normal-social-behavior-and-behavioral-problems-of-domestic-animals/behavioral-problems-of-cattle> Acesso em: 20 de maio de 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.