fbpx
AtiVet Redondo Contorno Azul 150x150

Parvovirose Canina Tem Cura

A parvovirose canina (CPV) é uma doença altamente contagiosa e relativamente comum de doença gastrointestinal aguda e infecciosa em cães jovens. É um vírus resistente a muitos detergentes e desinfetantes comuns, bem como a mudanças de temperatura e pH, podendo resistir em ambientes fechados à temperatura ambiente por pelo menos 2 meses e ao ar livre, se protegido da luz solar e da dessecação, por muitos meses e possivelmente anos. 

Suscetibilidade

Cães jovens, entre 6 semanas e 6 meses, não vacinados ou incompletamente vacinados, são os mais suscetíveis.

Raças como Rottweilers, Pinschers, American Pit Bull Terriers e Pastores Alemães, por exemplo, têm sido descritos como estando em risco aumentado de doença. 

Com uma ingestão suficiente de colostro, filhotes nascidos de mães com anticorpos contra a parvovirose são protegidos contra infecções nas primeiras semanas de vida, mas a suscetibilidade à infecção aumenta à medida que o anticorpo adquirido pela mãe diminui. 

Estresses em geral, desnutrição, parasitismo intestinal concomitante ou infecção por patógenos entéricos foram associados a casos clínicos mais graves, então impedir que estes fatores estejam se estabeleçam é fundamental como prevenção. Entre os cães com mais de 6 meses de idade, os cães machos não castrados têm mais probabilidade do que as fêmeas não castradas de desenvolver enterite por CPV.

Transmissão

 A infecção é adquirida através do contato oral ou nasal direto com fezes que contêm vírus ou indiretamente através do contato com fomites contaminados por vírus, como por exemplo as camas ou roupas dos animais contaminados.

A maioria dos filhotes que sobrevivem aos primeiros 3-4 dias da doença recupera-se completamente, geralmente em 1 semana. Com cuidados de suporte adequados, 68% a 92% dos cães com enterite por CPV sobreviverão. Cães que se recuperam desenvolvem imunidade a longo prazo, possivelmente ao longo da vida.

Prevenção

Para prevenir e controlar o CPV, recomenda-se a vacinação com uma vacina viva modificada nas idades de 6 a 8, 10 a 12 e 14 a 16 semanas, seguida por um reforço administrado 1 ano depois e depois a cada 3 anos. 

Foi sugerido que a presença de anticorpos contra CPV adquiridos pela mãe pode interferir na eficácia da vacinação em filhotes com menos de 8 a 10 semanas de idade, no entanto, as atuais vacinas modificadas contra CPV são suficientemente imunogênicas para proteger os filhotes de infecções na presença de baixos níveis de anticorpos maternos interferentes, e a vacinação de filhotes de 4 semanas de idade pode diminuir a janela de suscetibilidade à infecção. 

Controle

Cães com enterite confirmada ou suspeita de CPV devem ser isolados completamente, e todas as superfícies devem ser limpas com matéria orgânica bruta e depois desinfetadas com uma solução de alvejante diluído (1:30) ou com um desinfetante de peroxigênio, peroximonossulfato de potássio ou peróxido de hidrogênio acelerado. As mesmas soluções podem ser usadas como banhos de pés para desinfetar o calçado.

A remoção de material orgânico contaminado é importante em situações externas, onde a desinfecção completa não é prática. 

Referências

MITCHELL, Kelly D. Canine parvovirus. Merck Veterinary Manual: Fevereiro de 2015. Disponível em: <https://www.merckvetmanual.com/digestive-system/diseases-of-the-stomach-and-intestines-in-small-animals/canine-parvovirus?query=parvovirus%20canine> Acesso em: 27 de maio de 2020.

One thought on “Parvovirose Canina Tem Cura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.