fbpx
AtiVet Redondo Contorno Azul 150x150

Doenças Parasitárias em Répteis São Um Risco

Doenças parasitárias em répteis (endo e ectoparasitas) podem infestar seu réptil sem que você perceba e causar diversos males à saúde dele. Veja abaixo os principais parasitos de répteis.

Ectoparasitas

Um número limitado de ectoparasitas é observado, exceto em répteis selvagens e recém-adquiridos. Pode ocorrer morte por anemia. A pele dos répteis afetados parece grossa e a ausência de troca de pele é frequente. 

Os ácaros são visíveis a olho nu, mas são difíceis de ver em pequenos números. Se houver suspeita de ácaros, esfregar suavemente o réptil enquanto ele estiver sobre um pedaço de papel branco permitirá que os ácaros sejam vistos após a queda. 

Carrapatos

Carrapatos são comuns em répteis e altas infestações podem resultar em anemia. Os carrapatos podem causar paralisia, com degeneração muscular no local da picada. 

Miíase

Quelônios freqüentemente apresentam miíase cutânea. Algumas moscas criam uma ferida cutânea na qual depositam seus ovos, que acabam por eclodir e se transformar em larvas. A miíase cutânea também ocorre secundária a feridas existentes. De toda forma, as larvas devem ser removidas manualmente e a lesão subjacente tratada com antibióticos tópicos e sistêmicos, conforme necessário.

Endoparasitos

Helmintos

O estresse do cativeiro associado a um ambiente fechado predispõe a cargas pesadas de parasitas, e todos os esforços devem ser feitos no sentido livrar os répteis das cargas parasitárias e o ambiente dos hospedeiros intermediários.

Trematódeos patogênicos infectam o sistema vascular de tartarugas e infectam a cavidade oral, sistema respiratório, túbulos renais e ureteres de cobras. 

As tênias são encontradas em todas as ordens de répteis, mas são raras em crocodilos e, embora a maioria das espécies de tênias seja geralmente não patogênica em répteis selvagens, foram relatadas perda de peso e morte. 

Os nemátodes são encontrados em todas as ordens de répteis, e vários gêneros são importantes. 

Ascarídeos freqüentemente infectam répteis, e lesões graves e morte podem ser vistas em cobras infectadas por este tipo de verme. 

Pentastomes

Os pentastomes são encontrados em uma ampla variedade de répteis, com o problema evoluindo de diversas formas diferentes,  mas em geral estão associadas a sinais pneumônicos. Estes artrópodes primitivos podem habitar qualquer tecido e os sintomas variam com o caminho de migração e as respostas dos tecidos. 

Protozoários

Inúmeros protozoários são encontrados em répteis, sendo a maioria comensais inofensivos. Todavia alguns podem ocasionar doenças cujos sinais clínicos em geral são anorexia, perda de peso, vômito, diarréia com muco ou sangue e morte. A transmissão ocorre por contato direto com o cisto. 

Foi relatado que alguns protozoários flagelados causam doença do trato urinário em quelônios e doença intestinal em cobras. 

Criptosporidiose é uma das doenças parasitárias em répteis frequentemente relatada em associação com regurgitação após alimentação, perda de peso acentuada e debilitação crônica. 

Fonte:

DIVERS, Stephen J. Parasitics diseases of reptiles. Merck Veterinary Manual: Outubro de 2015. Disponível em: <https://www.merckvetmanual.com/exotic-and-laboratory-animals/reptiles/parasitic-diseases-of-reptiles?query=reptiles> Acesso em: 27 de maio de 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.