fbpx
AtiVet Redondo Contorno Azul 150x150

A peludinha e pacífica Chinchila

A Chinchila lanigera é encontrada atualmente, em seu estado selvagem, apenas nas montanhas do norte do Chile, nas áreas áridas das montanhas, a altitudes de 3.000 a 5.000 metros. Esses animais se escondem em fendas e buracos nas rochas.

Classificação Zootécnica

Reino

Animalia

Filo

Chordata

Classe

Mamífero

Ordem

Rodentia (Roedores)

Família

Chinchillidae

Gênero

Chinchilla

Espécie

Chinchilla lanigera

Descrição física

Chinchila Lanigera tem uma cabeça e um comprimento de corpo de 225-380 mm, e uma cauda de média de 75-150 mm. A espécie é sexualmente dimórfica, com a fêmea pesando até 800 g e o macho apenas 500 g.

A pele dos membros desta espécie é extremamente densa e macia. Cada fio de pelo geralmente tem uma ponta preta e até 60 fios crescem de um folículo. O lado ventral é geralmente azulado, perolado ou cinza acastanhado, e o ventre é branco-amarelado. Sua cauda é peluda com pelos grossos na superfície dorsal.

A cabeça é larga e as orelhas externas são grandes. As chinchilas têm olhos grandes e pretos com pupila dividida verticalmente, bolsas vestigiais na bochecha e incisivos com esmalte colorido. Tanto as mãos quanto os pés têm quatro dedos com cerdas duras em torno das garras fracas.

Reprodução da Chinchila

As chinchilas fêmeas são principalmente monogâmicas. A época de reprodução ocorre entre novembro e maio no hemisfério norte e entre maio e novembro no hemisfério sul. As fêmeas normalmente têm duas ninhadas por ano, com duas a três crias por ninhada.

A gestação da Chinchila dura 111 dias, e os jovens são precoces e bem desenvolvidos ao nascer. A chinchila recém-nascida pesa até 35 g, é totalmente peluda e nascem com os olhos abertos. A lactação dura de 6 a 8 semanas e a maturidade sexual é atingida após 8 meses.

Tempo de vida / longevidade

A expectativa de vida na natureza de Chinchila lanigera é de aproximadamente 10 anos, mas algumas chinchilas domesticadas viveram por mais de 20 anos.

Comportamento da Chinchila

As chinchilas fêmeas são o sexo dominante e são muito agressivas umas com as outras e com os machos durante o estro. Apesar dessa agressividade, lutas sérias no estado selvagem são raras. A Chinchila expressa sua agressividade rosnando, batendo os dentes e urinando.

As chinchilas são animais sociais e vivem em colônias de mais de 100 indivíduos. Eles são animais principalmente noturnos com picos de atividade crepuscular. No entanto, tem sido observada em dias de sol sentadas na frente de sua toca.

As chinchilas domesticadas são muito sociáveis e podem ser domesticadas à mão para brincar e interagir com seu dono.

Hábitos alimentares da chinchila

As chinchilas de cauda longa são principalmente folívoras, alimentando-se de muitos tipos de vegetação, mas principalmente de grama e sementes. Eles também podem comer insetos e ovos de pássaros de forma oportunista. Enquanto comem, sentam em posição ereta e mantém a comida em suas patas dianteiras.

As chinchilas domesticadas são alimentadas com alfafa, feno, trigo, milho, aveia e rações comerciais.

Estado de conservação

A IUCN lista Chinchilla lanigera como vulnerável. As chinchilas agora são protegidas por lei em seu habitat natural, mas a caça desse animal por sua pele continua em áreas remotas, o que torna difícil a fiscalização. As populações de Chinchila também tem diminuído devido a queima e a colheita do arbusto algarobilla nas altitudes mais baixas. Menos de 10.000 espécimes podem estar vivendo na natureza, e as tentativas de reintrodução na natureza falharam.

A Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas de Fauna e Flora Selvagem lista todas as espécies de chinchilas no Apêndice 1, tornando o comércio internacional de animais ou suas peles ilegal entre todas as nações signatárias.

Hoje, muitas chinchilas são criadas comercialmente.

Fonte:

Animal Diversity Editors. Chinchilla lanigera. Animal Diversity Website. Disponível em: <https://animaldiversity.org/accounts/Chinchilla_lanigera/classification/> Acesso em: 20 janeiro 2021.

HENDRICKS, Colette. Chinchilla lanigera. Animal Diversity Website. Disponível em: <https://animaldiversity.org/accounts/Chinchilla_lanigera/> Acesso em: 20 janeiro 2021.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.